Instagram Feed

    LbD 012: Sobre a Procrastinação

    procrastinação

     

    O que ganhas por não fazeres aquilo que tens para fazer?  Garanto-te que a resposta não pode ser “nada”. Alguma coisa estás a ganhar se estás a escolher (consciente ou inconscientemente) não agir, resta perceber que ganho é esse.

    As “desculpas” mais frequentes costumam ser algo como:
    – não me apetece
    – não tenho tempo agora
    – preciso de reunir mais informação antes de começar
    – preciso de ganhar mais conhecimento/experiência/à vontade…
    – …

     

    O psicólogo Piers Steel da Universidade de Calgary, conduziu uma meta-analise relativa à procrastinação. Conseguiu demonstrar que as teorias psicológicas mais antigas para as causas da procrastinação – a ansiedade e a rebeldia – têm, na realidade, uma ligação muito fraca com a procrastinação real. Ele encontrou outros 4 fatores primários como causas da procrastinação:

    Auto-eficácia – não acreditamos que somos capazes de concluir a tarefa (ou de a concuir na perfeição) e por isso nem sequer a iniciamos (relacionado com o medo de falhar, o perfecionismo, a falta de conhecimento)

    Valor – quando acreditamos que o trabalho que uma tarefa vai dar não compensa o valor que dela vamos retirar. Ou seja, quando a tarefa não está no topo das nossas prioridades

    Impuslos – distrações (ou falta de foco)

    Delay ou falta de urgência – quanto mais tempo tivermos para terminar uma tarefa, mais vamos adiar o seu início

     

    Podes consultar detalhes sobre este estudo aqui.

     

    Ouvi o episódio para ficares a conhecer as minhas recomendações para lidares melhor com a procrastinação sempre que ela surge.

     

    Neste episódio partilho as principais causas da procrastinação e o que podemos fazer para enfrentar esta condição sem sofrermos demasiado com isso.

     

     

     

    Post A Comment