Instagram Feed

    Notas finais sobre isto de mudar de vida

    Notas finais sobre mudar de vida

     

    Com este artigo, em jeito de conclusão, quero deixar-te umas breves notas finais sobre o processo de mudança de vida que deves ter sempre em mente ao longo da tua jornada. Coisas que nãu surgiram até agora nos tópicos sobre mudança de vida mas que também são importantes.

     

    Também podes ver o vídeo:

     

     

    A mudança nunca acaba

    Nós estamos constantemente a mudar. Acontece todos os dias, mesmo que não seja percetível no imediato. Todos os dias temos experiências novas, conversas novas, algumas vezes com pessoas novas, apreendemos conhecimentos novos sobre o mundo, sobre os outros e, até, sobre nós.

    Portanto, devido a todos estes inputs de informação, a mudança nunca termina. Pode, claro, haver momentos da nossa vida em que isso seja mais evidente do que noutros, mas a verdade é que são as mudanças pequeninas, que fazemos todos os dias, que nos levam a grandes mudanças. As mudanças não acontecem de um dia para o outro. Pode até haver um dia em que percebemos que mudámos, mas isso é somente o reflexo de todo o processo que foi acontecendo, devagar, ao longo do tempo. Naturalmente, pode haver eventos específicos na nossa vida que, por serem muito marcantes, originem grandes mudanças num curto espaço de tempo, mas, por norma, a mudança é gradual e, por isso, nunca termina.

    No meu caso, por exemplo, quando eu pensava que já tinha realizado uma grande mudança na minha vida que culminou na minha demissão do meu emprego, no início de um negócio por conta própria e acabando por mudar completamente de área, depois acabei por mudar ainda mais. A minha mudança não parou a partir do momento que tomei a decisão de alterar o curso da minha vida. No último ano, com todo o processo de me lançar neste caminho do empreendedorismo, sinto que a minha mudança continua, quer seja com as pessoas que vou conhecendo, com o que tenho vindo a aprender ou com as experiências por que vou passando. Acredito, realmente, que esta mudança não vai ter fim. E ainda bem! Quero continuar a evoluir, a crescer enquanto pessoa, a aprender mais, a saber mais e a passar por novas experiências.

    A mudança é a única constante. Tudo o resto na nossa vida pode mudar, mas a mudança está sempre presente.

     

    Só consegues unir os pontos olhando para trás

    Às vezes, nestes processos de mudanças grandes, há alturas em que tudo está confuso. Não sabemos o que queremos, não sabemos qual o caminho que devemos seguir, não sabemos quem nos pode ajudar e sentimo-nos perdidos. Tudo isto é normal.

    Mas no final, tudo acaba por fazer sentido. O Steve Jobs falava em “unir os pontos” e tinha toda a razão. Mais à frente, na nossa vida, vamos perceber as razões pelas quais as coisas aconteceram de determinada forma e porque fizemos determinadas opções. A seu tempo, tudo há de convergir no mesmo ponto.

    Ainda que seja verdade que existam esses momentos mais desafiantes e de maior confusão, é preciso encararmos isso como fazendo parte do processo. O truque é não nos deixarmos levar pelo stress e pela ansiedade nessas alturas e colocarmos em prática estratégias e ferramentas que funcionem para nós. A escrita, por exemplo, pode ser uma boa técnica para nos ajudar a ganhar clareza.

    O importante é sabermos aceitar esses momentos de confusão com a certeza de que, mais cedo ou mais tarde, vamos conseguir alcançar clareza.

    Naturalmente que isto é cíclico e, por isso, o mais provável é que essa clareza não dure para sempre, mas, aí, o que há a fazer é voltarmos a passar por todo o processo.

     

    Aproveita a jornada

    Aproveitar o processo da mudança permite-nos sentirmo-nos mais realizadas. Isto implica não estarmos constantemente à procura do fim do caminho. Procurarmos retirar aquilo que esta jornada tem de positivo passa também por valorizarmos o nosso esforço por lutarmos por aquilo que queremos atingir, sem querermos que tudo aconteça de um momento para o outro.

    Esta jornada de transformação é muito rica e, se estivermos atentos durante o processo, vamos receber insights muito interessantes – e importantes – sobre nós próprios, sobre a pessoa que somos, sobre a nossa essência e sobre aquilo que realmente queremos.

    Percorrermos este caminho sem pressa de chegar ao fim, àquele momento em que temos tudo resolvido – se é que esse momento realmente existe – é muito importante para nos sentirmos bem connosco e com as nossas decisões.

     

    Ao mudares estás a mudar o mundo

    No meio de todo o nosso processo de mudança, parece que o que estamos a fazer só nos diz respeito a nós. Podemos mesmo pensar que estamos a ser egoístas e a deixar os outros de parte ao preocuparmo-nos só com os nossos sonhos e com a nossa transformação. Mas a verdade é que, ao mudarmos, o mundo muda também.

    Tudo aquilo que fazemos tem impacto – mais ou menos visível – no mundo. Quando a nossa mudança é positiva, quer seja porque estamos a realizar uma atividade que nos preenche mais ou porque adotámos um estilo de vida que nos satisfaz mais, nós vamos, automaticamente, sentirmo-nos melhor, mais felizes e mais positivos. O mundo vai receber estas nossas energias e, só por isso, já vai ficar melhor. Ao fazermos o que pudermos para nos sentirmos bem, vamos estar a contribuir para um mundo mais feliz e mais positivo.

    Nunca nos devemos esquecer disto, pois é quando todos mudamos, um bocadinho de cada vez, que o mundo vai mudar também, de forma significativa. Um pouco de cada um faz a diferença no estado geral.

     

    Para terminar, deixo-te uma questão: há algum tópico que gostasses de aprofundar mais sobre este tema da mudança de vida? Terei todo o gosto em ajudar-te a saberes um pouco mais sobre aquilo que mais te interessa.

     

    Na conclusão desta série de artigos e vídeos sobre mudança de vida, deixo algumas notas finais de assuntos que ainda não cobri mas que também são importantes.

    Post A Comment