Instagram Feed

    Fazer Mais e Melhor com Hábitos, Disciplina e Planeamento

    disciplina e planeamento

     

    Quando embarcamos numa grande mudança de vida, os nossos hábitos e a disciplina assumem um papel muito importante. Este é um tema do qual já falei aqui. Mas esta temática é ainda mais relevante quando iniciamos um negócio por conta própria, pois se não houver disciplina maior será a probabilidade de as coisas não correrem bem.

    Naturalmente que a facilidade com que colocamos em prática a disciplina é proporcional à nossa capacidade e implementar novos hábitos. Além disso, para sermos disciplinados, temos de saber o que fazer e, para sabermos o que temos de fazer, temos de ter um plano, saber quais as tarefas que fazem parte desse plano e o que é que temos de executar para fazer o plano acontecer. Daí estes três aspetos estarem intimamente ligados.

     

    Também podes ver o vídeo:

     

    1 – Hábitos

    Já falei sobre este tema noutras ocasiões e, mais concretamente, no episódio 3 do podcast Lifestyle by Design encontram várias sugestões detalhadas de como implementar novos hábitos de uma forma consistente e integrada na vossa rotina habitual.

     

    2 – Disciplina

    A criação de hábitos torna a disciplina mais fácil, mas temos de criar os hábitos certos. Hábitos e disciplina estão muito relacionados, mas a disciplina é muito mais do que isso. Um aspeto dos mais importantes a ter em consideração na disciplina e numa mudança de vida é que o arranque de qualquer coisa, seja um projeto pessoal ou trabalho, demora tempo. Este processo de mudança de vida e de implementação de novos hábitos deve ser encarado como uma maratona e não um como um sprint.

    Tudo isto está relacionado com o conceito de vida intencional, ou seja, vivermos de acordo com os nossos valores e em direção a uma visão específica para o nosso futuro. É um caminho que estamos toda a vida a percorrer, pois as nossas visões para o futuro são, na verdade, inalcançáveis, não por não conseguirmos chegar lá mas porque quando chegamos à nossa visão atual para o futuro, já teremos uma nova visão para o futuro daí em diante. É, portanto, uma viagem sem fim que implica um trabalho constante. E é por isso que quando falamos de mudança de vida, de disciplina e de vida intencional, não falamos de algo que possamos encarar como temporário. Estamos a falar de mudanças para a vida toda.

     

    Motivação e disciplina

    Muitas pessoas acreditam que, para se ser disciplinado, é preciso estarmos sempre altamente motivados, mas não é bem assim. Há uma diferença entre motivação e disciplina. A motivação é quando temos vontade de fazer algo. A disciplina é quando não temos vontade de fazer, mas, mesmo assim, fazemos. Um bom exemplo disto é quando começamos um plano de exercício físico. No início, estamos motivados, queremos realmente fazer aquilo e vamos cheios de vontade para o treino. Quando, com o tempo, a motivação se começa a esbater, é o momento para colocarmos a nossa disciplina em ação. Aí, vamos na mesma para o treino, mesmo não nos apetecendo.

    A disciplina é extremamente importante quando a nossa motivação quebra e, por isso, precisamos das duas: da motivação para arrancar com um projeto (seja ele de que natureza for) e da disciplina para manter esse projeto em andamento a médio e/ou longo prazo.

    O ciclo nas pessoas que não têm autodisciplina é:

    Motivação –> falha na motivação –> falha na execução –> desistência.

    Por outro lado, nas pessoas que têm essa autodisciplina, o ciclo é:

    Motivação –> falha na motivação –> disciplina em ação –> continuidade na execução.

    A disciplina, no fundo, mais não é do que tomar a decisão de que vamos efetivamente fazer algo. A partir do momento em que essa decisão está tomada é para seguir com ela em frente.

    É por tudo isto que a disciplina é fundamental na fase inicial de um projeto ou numa nova fase de vida. Falarei mais sobre este tema em breve. Fiquem atentos.

     

    3 – Planeamento

    Para sermos disciplinados, precisamos, como já referi, de saber o que temos para fazer. Por isso, quando iniciamos um projeto novo, é indispensável traçarmos objetivos específicos e comprometermo-nos com esses objetivos.

    De salientar que os objetivos devem ser mais de processo do que resultados. Estes objetivos são importantes para sabermos o que devemos estar a fazer a cada momento.

    Além disto, é muito útil definir planos e objetivos de atuação a cada 90 dias, ou seja, por trimestre. Definir objetivos para um prazo mais alargado já pode gerar algumas dificuldades para mantermos o foco, sobretudo em processos de mudança em que tudo se altera com alguma rapidez ao longo do tempo. Podemos, naturalmente, ter objetivos para um período mais alargado, mas estes não devem ser tão específicos e não precisam de fazer parte do nosso dia a dia.

    Outra coisa que é importante frisar é que é normal as coisas falharem e é normal não obtermos resultados imediatos. E isto pode mesmo prolongar-se durante algum tempo.

    Quando falamos de criar um negócio, os resultados podem, de facto, demorar a aparecer e o primeiro ano, inclusivamente, pode ser complicado, porque o retorno financeiro esperado pode demorar a surgir. Isto pode dever-se a inúmeros fatores, seja pela forma como estamos a comunicar ou por alguma falha no alinhamento do projeto, por exemplo. É preciso estarmos preparados para o facto de o sucesso não surgir de um momento para o outro.

    Por vezes, ao acompanharmos à distância projetos de outras pessoas, pode parecer-nos que o seu sucesso surgiu repentinamente, mas a verdade é que desconhecemos totalmente todo o trabalho que está por trás daquele sucesso e aquilo que, afinal, parece ter surgido de um dia para o outro tem sempre muito trabalho na sua base e não foi tão repentino quanto nós pensamos.

    Aqui está mais uma razão pela qual que é fundamental trabalharmos a disciplina. Quando o projeto não traz, logo à partida, os resultados que gostaríamos, é natural que a motivação comece a decair. Sermos disciplinados vai ajudar-nos a mantermo-nos focados no projeto e no trabalho que estamos a desenvolver.

     

    Quais são as tuas maiores dificuldades na fase inicial de um projeto? Colocas em prática estratégias que te ajudem na implementação de hábitos que te facilitem uma vida mais disciplinada e alinhada com a tua visão para o futuro?

     

    Porque é importante criar hábitos, ser-se disciplinado e fazer um bom planeamento quando se está a iniciar uma nova fase de vida ou um novo projeto.

    Post A Comment